Mortal Kombat Armageddon - Biografias

OBS: Nem todos os personagens do game possuem Biografias. Abaixo, estão as 17 biografias liberadas pela Midway/NetherRealm até então:

RAIN
A raça Edeniana é descendente dos deuses. Essa é a razão para nossa longevidade, nossa nobreza, e nossa força. Mas eu sou mais do que uma relação distante com as divindades antigas. Eu sou um descendente direto do próprio Argus. Só recentemente eu descobri minha herança real. Quan Chi, um emissário de Shinnok, revelou para mim que eu sou intitulado com grande poder - e controle de Edenia. Meu pai escondeu minha identidade por temer que isso fosse complicar seus planos de sucessão. Ele favoreceu seus filhos Daegon e Taven e preparou eles para um dia os substituírem como Protetor de Edenia. Mas ele imprudentemente ligou esse plano a uma missão para salvar os reinos do Armageddon, deixando aberta uma oportunidade para eu aproveitar o poder que é meu por direito. Apesar de parecer que as Forças da Luz procuram roubar o prêmio de mim, Quan Chi fez planos para garantir minha vitória. Ele e seus aliados vão ajudar a afastar as Forças da Luz enquanto eu chego até Blaze. Mas antes dessa batalha final, eu preciso ter certeza que Taven e Daegon não podem desafiar minha ascensão. Eu vou acabar com os dois antes deles completarem sua missão.
_________________________________________________________________

JAREK
O que foi feito a mim pelas Special Forces só pode ser descrito como brutalidade. Mas tudo bem. Eu aguento. O que me enfureceu é que de alguma forma Jax me achou. Eu cobri meus rastos, mantido nas sombras. Mas ainda assim fui rastreado.

Jax me soltou num desfiladeiro, supondo que seria meu fim. Teria sido se eu não tivesse estocado minha arma na parede do penhasco para desacelerar minha descida. Eu fiquei seriamente ferido, então eu me escondi. Os rumores da minha morte seriam minha maior camuflagem enquanto eu recuperava minha força.

Obsecado com pensamentos de vingança, eu viajei pelos reinos procurando por textos antigos que me mostrariam uma fatalidade merecida para meu traidor. Mas meus ferimentos fizeram de aperfeiçoar essas novas técnicas uma tarefa muito dolorosa. Minha frustração se tornou raiva e eu não me importava mais com quem tinha me enganado. Eu ia matar todos eles - um sentimento que Quan Chi aparentemente compartilhava.

Quan Chi reconheceu a carnificina que eu deixei para trás enquanto praticava minhas novas fatalidades nas pessoas boas dos reinos. Ele ficou impressionado e se ofereceu a me ajudar a aumentar seus poderes e efeitos. Tudo que eu precisava fazer era lutar ao lado das Forças das Trevas em Edenia. Os meios de aprimorar minhas fatalidades se revelariam sozinhas, e todos os meus inimigos estariam lá para a matança. Logo eu terei vingança. O tempo virá para eu acabar com todos eles.
_________________________________________________________________

FUJIN
Não é claro para mim o que causou a transformação do nosso amigo e aliado Raiden. Eu conversei com deuses de outros reinos sobre as possíveis razões de sua loucura. Os rumores dizem que ele tinha se sacrificado para derrotar Onaga. Mas se isso for verdade, suas energias deveriam ter sido dispersadas e reformadas em Earthrealm. Seu espírito deveria ter renascido, não tendo memórias do passado. Ele deveria ter se tornado um novo deus do trovão, nem bom nem mal. Mas mesmo assim esse novo Raiden é sombrio, agindo com o objetivo claro de defender o reino, mas com a crueldade de Shao Kahn. O que é mais preocupante é o guerreiro que ele comanda. O corpo de Liu Kang foi reanimado e está matando muitos por razões desconhecidas. Kung Lao e eu juntamos as forças para confrontar nossos antigos aliados. Se não houver um jeito de salvar Raiden e Liu Kang, eu receio que não teremos escolha a não ser acabar com eles.

Quando eu me reuni pela primeira vez com Kung Lao ele me informou de outros que se juntariam a reunião chamados por Johnny Cage. Na reunião, Johnny Cage descreveu seu encontro com Shinnok, o Elder God caído que achávamos ter sido derrotado anos atrás. Eu duvidei de sua história. Parece improvável que Johnny Cage pudesse ter poderes psíquicos, e menos improvável que ele pudesse ter derrotado Shinnok sozinho. Mas os outros presentes levaram a frente evidências que algo épico estava tomando forma. O mais interessante foi a menção de Kenshi sobre os irmãos Taven e Daegon. Eu conheci bem eles séculos atrás. Quando eles desapareceram, eu questionei Argus. Ele não ia falar sobre seus paradeiros, mas disse que eles iriam trazer um mundo novo. Na época eu não entendi o que ele quis dizer. Mas agora está ficando claro para mim que seja o que Argus tenha planejado está sendo corrompido pelo mal. Enquanto os outros embarcam nessa jornada para derrotar Blaze, eu preciso interceptar Taven e Daegon para dificultar seu progresso e determinar o verdadeiro propósito da missão. Eu só espero que não seja tarde.
_________________________________________________________________

NIGHTWOLF
Depois de aprisionar a alma corrompida de Onaga, eu fui libertado do Netherrealm. Eu passei pelo mundo dos espíritos antes de emergir em Earthrealm, cercado por um bando de lobos, meu espírito guia. Eu tinha fracas memórias daquela breve jornada... ou ela durou uma eternidade?

Os Anciãos me falaram de uma tempestade que se aproximaria e que colocaria os guerreiros dos reinos uns contra os outros em uma batalha épica. Mas o mais perturbador de tudo era um aviso de que um mal oculto estava manipulando esses inimigos, forçando-os a participar.

Minhas visões estavam se tornando reais quando, numa reunião das Forças da Luz, Johnny Cage revelou que Shinnok tinha retornado, e que o Elder God caído estava juntando as Forças das Trevas outra vez. Eu aceitei ajudar Johnny Cage e me juntei em sua luta.

No ápice, Kitana se aproximou de mim. Eu fiquei impressionado em descobrir que ela estava acompanhada do espírito de Liu Kang. O laço entre eles era forte; assim ela era capaz de manter suas energias intactas até descobrir uma forma de reunir seu corpo e alma. Não havia muito que eu pudesse fazer para ajudar até que eu tivesse alcançado um nível muito maior de poderes xamãs. Eu transferi o laço de Kitana para mim mesmo e aceitei meu papel como nova âncora espiritual de Liu Kang. Talvez esse poder desconhecido buscado pelas Forças das Trevas seja a chave para ajudar Liu Kang a encontrar paz.
_________________________________________________________________

JOHNNY CAGE
Costumava ser, quando havia uma ameaça a Earthrealm, Raiden que reunia as Forças da Luz para enfrentar o inimigo no Mortal Kombat. De alguma forma ele sempre podia descobrir a verdade por trás da decepção. Eu fui um de seus aliados e lutei com ele contra as Forças das Trevas. Nesses antigos dias Liu Kang era o homem principal, ele era a estrela. O resto de nós desempenhamos papéis ajudantes, liberando o caminho para ele poder enfrentar a ameaça principal.

Mas os tempos mudaram. Raiden nos abandonou. Ele se tornou sombrio, usando mais formas cruéis de manter a "paz". E Liu Kang foi morto. Apesar de seu espírito ainda estar por perto para nos ajudar, ele vai eventualmente passar para os Paraísos. Parece que não temos um líder claro. Nós apenas não somos a força de luta que uma vez fomos. Nós estamos espalhados por todos os reinos. Talvez seja porque não houve uma verdadeira ameaça desde que cuidamos do Rei Dragão, eu não sei. Eu não posso ajudar mas me sinto inquieto sobre o futuro. Eu costumava pensar, "E se houver uma nova ameaça? Quem vai nos liderar?" Com Raiden tendo ido, como nós vamos até mesmo dizer quando algo ruim estiver para acontecer?

A resposta veio cedo o suficiente. Eu comecei a ter visões de alguém que nós derrotamos anos atrás: eu vi o caído Elder God Shinnok planejando algo e decidi descobrir o que. Em minhas visões eu pude ver Shinnok em diferentes locais, conjurando esses portais de comunicações para dar ordens, as quais não pude entender, para seus criados. Eu segui ele, encontrando cada lugar que eu vi em minhas visões, e sempre havia uma evidência de que ele esteve de fato lá. Minhas visões não eram sonhos, afinal. Shinnok estava de volta!

Em minha última visão, eu claramente ouvi Shinnok dizer o próximo lugar que ele iria contatar seu criado, era a fortaleza da ilha de Shang Tsung. Aquele lugar teve grande participação na luta entre o bem e o mal. Parecia que eu iria confrontar Shinnok ali.

Quando ele finalmente apareceu, eu observei ele por um tempo, para tentar ter alguma ideia do que ele estava planejando. Fiquei surpreso de ver que o "criado" no portal era Quan Chi! Shinnok o ordenou para reunir as Forças das Trevas e retomar a fortaleza de Shao Kahn em Outworld. Quando ele dispensou o sacerdote, eu me aproximei de Shinnok. Ele ficou assustado e imediatamente conjurou uma mão de esqueleto para me prender. Eu pulei para fora do caminho e dei um Chute das Sombras em seu peito. Eu o enchi de socos, e ele nunca recuperou sua compostura. O covarde escapou numa nuvem de fumaça... um tele-transporte de algum tipo, eu suponho.

Parece que eu descobri a nova grande ameaça de Earthrealm. Agora eu preciso encontrar os outros. Vou precisar de suas ajudas se eu for derrotar as forças de Shinnok. O destino de Earthrealm depende de mim.
_________________________________________________________________

KENSHI
Com os rumores da morte de Shang Tsung, eu não precisava mais das Special Forces. E embora eu tivesse me aliado com Sub-Zero, eu não tinha desejo de me juntar aos Lin Kuei. Eu retornei para Earthrealm, contente por ser um guerreiro solitário outra vez. Guiado pela espada dos meus ancestrais, eu cacei os perversos, matando aqueles que ameaçavam os mansos. No escuro, minha cegueira era uma vantagem. Eu ataquei sem ser visto e derrubei muitas organizações criminosas na segurança da noite.

Enquanto eu lutava contra o submundo, eu interceptei comunicações criptografadas para Mavado de um clã secreto conhecido como Red Dragon. As mensagens revelaram um plano elaborado para iludir um Edeniano metade-deus chamado Taven. O Red Dragon estava em frenesi, e parecia que algo muito importante estava a caminho. Antes que eu pudesse determinar a localização da base dos Red Dragon, porém, eu fui encontrado por um antigo aliado, Johnny Cage. Ele acreditava que o caído Elder God Shinnok tinha reaparecido e queria reunir as Forças da Luz para discutir um plano de batalha. Eu recusei o convite, não querendo me envolver em outro corpo a corpo inútil entre o "bem" e o "mal". Eu tinha meus próprios planos: acabar com o Red Dragon e Mavado.

Sozinho na Floresta Botan, perseguindo os escoteiros do Red Dragon, eu fui oprimido por um intenso grito psíquico. Eu fiquei ciente de Taven e Daegon e sua jornada para matar o elemental de fogo, Blaze. Minha espada também ouviu o grito e suplicou para eu me aliar com as Forças da Luz outra vez. Eu havia recebido introspecção da minha lâmina antes, mas dessa vez parecia me atrair para o kombat. Era como se eu pudesse sentir a espada me puxando para algum conflito épico.

Eu não vou negar seu choro por sangue. Apesar de Johnny Cage estar reunindo as Forças da Luz, eu serei aquele que os levará para a batalha. O guerreiro solitário se tornará um líder de muitos.
_________________________________________________________________

SHUJINKO
Onaga estava derrotado. Eu absorvi os estilos de luta dos guerreiros e liberei um ataque no Rei Dragão, purgando sua alma dessa existência. Seu corpo colapsou - mas depois de um momento de horríveis rachaduras e torções, era a forma sem vida de Reptile que jazia diante de mim.

Por um tempo eu fui reverenciado como um herói. O povo de Outworld me aceitou sinceramente como defensor daquele reino. Mas seu respeito e gratidão foram deslocados, porque fui eu quem permitiu Onaga retornar. Eu desempenhei o papel de campeão para ajudar a inspirar sua terra devastada pela guerra, mas eu não me senti merecedor de sua atenção.

Algum tempo depois, fiquei sabendo que a Princesa Kitana requeriu minha presença na fortaleza de Shao Kahn. As forças Edenianas lavaram a guarda de elite de Reiko, os últimos restos do antigo império, e ela queria celebrar a ocasião com o "Herói de Outworld" ao seu lado.

O que me parou foi que quando Kitana e eu nos separamos depois da queda de Onaga, ela expressou um desejo de ajudar o espírito sem corpo de Liu Kang. Portanto, eu achei que ela tinha saido para Earthrealm. Talvez ela tivesse completado sua jornada e retornou mais cedo do que o esperado - ou possivelmente esse convite não tivesse vindo de Kitana!

Eu não sou tão inocente quanto eu fui uma vez. Eu tive muita experiência com decepções. Podia ser que uma nova ameaça estaria emergindo do meu adotado lar. Se eu descobrisse um plano para desestabilizar o reino e afastar um potencial golpe, eu iria ganhar verdadeiramente o respeito do povo de Outworld - e me redimir em meus próprios olhos.
_________________________________________________________________

KHAMELEON
Shao Kahn... Ele destruiu o reino de Zaterra - meu lar. Minha espécie está extinta; Eu acredito que os únicos sobreviventes são Reptile e eu mesma. Eu passei a vida inteira escondida de vista, procurando por uma forma de matar o imperador pelo que ele fez com meu mundo. Parecia que eu tinha minha chance quando Reptile aceitou juntar nossas forças e matá-lo - mas outra vez Reptile caiu sob a influência de Shao Kahn e se voltou contra mim. Eu mau escapei com vida.

Por muito tempo eu havia desistido da minha casa. Parecia que Shao Kahn era invencível. Seus aliados serviam e o protegiam, e aqueles que lutavam contra ele apenas pareciam fazê-lo mais forte. Era como se ele se alimentasse do próprio kombat. Eu vaguei os reinos sem rumo, incerta do que podia ser feito para pará-lo.

Durante minhas jornadas, camuflada para esconder minha presença, eu fiquei sabendo através de uma reunião de guerreiros que uma grande arma se apresentaria em Edenia. O vitorioso de algum conflito seria abençoado com imenso poder - como o de um deus. Mais alarmante era a menção de que o próprio Shao Kahn buscava esse poder.

O imperador não vai adquirí-lo. Eu vou encontrar essa arma e usá-la para punir Shao Kahn e aqueles que serviram à ele. Ele vai sofrer grandemente por destruir os Raptores.
_________________________________________________________________

SHANG TSUNG
Num instante, a explosão de Raiden destruiu todos nós! Nossas almas entrelaçadas, nós batalhamos no éter. Mas eu fui puxado pra longe por uma magia mais poderosa que a morte. Minha essência retornou para Outworld, onde eu me vi cara a cara com Shao Kahn!

Ele estava vivo! Quan Chi e eu matamos ele em sua fortaleza - ou foi o que pensamos. Mesmo assim ele estava ali. Ao seu lado estava o príncipe Shokan, Goro! Meu rosto fantasmagórico assustou-se com eles primeiro, mas Shao Kahn sabia o que tinha acontecido.

Há muito tempo eu prometi minha alma ao imperador. Essa promessa era obrigatória mesmo após a morte. Mas se fosse para nós morrermos, assim também seria com aqueles que serviam à ele. Na época eu acreditei que fosse outro mero juramento vazio, mas aqui estou. Minha alma retornou do além para juntar-se a Shao Kahn.

Ele precisava de mim. Mas eu exigi um corpo hospedeiro no qual minha alma pudesse residir. Nos fossos de carne, ele me forjou um novo corpo. Era fraco e grotesco de se ver, mas ele funcionou bem o suficiente. Eu cravei almas mortais para curar e fortalecer minha nova carne. Eu achei mais do que suficiente num lugar já familiar para mim: a vila onde Li Mei nasceu. Eu consumi cada força de vida camponesa enquanto Shao Kahn e Goro matavam eles um por um. Eu estava renovado!

Shao Kahn então me comandou para ajudá-lo no ataque nas ocupações das forças Edenianas, num esforço de retomar sua fortaleza. Unidos outra vez, Shao Kahn, Goro e eu devastamos todos que ficaram em nosso caminho! Numa agitação de força bruta e magia, nós forçamos nosso caminho até a sala do trono. A porta era reforçada por algum feitiço mágico, mas não era páreo para nossa força combinada. Com um balanço final do martelo de Shao Kahn, a porta se quebrou, e Shao Kahn era Imperador de Outworld mais uma vez.

Apesar de eu estar ligado a ele eternamente, surgiu uma oportunidade que pode me dar os meios de me libertar. Parece que Quan Chi também sobreviveu a morte, e ele disse que Shinnok tem um plano de tomar um grande poder para as Forças das Trevas. Se eu clamar o prêmio para mim mesmo, eu posso cortar meu laço com Shao Kahn! Até essa hora, eu vou continuar desempenhando meu papel como seu servente e redirecionar qualquer suspeita que ele tenha de traição para outros dentro da nossa nova aliança das trevas. Quando eu tiver o poder e estiver livre de Shao Kahn, eu vou acabar com ele e finalmente tomar o trono de Outworld para mim!
_________________________________________________________________

RAIDEN
Eu não vou mais confiar a segurança de Earthrealm na livre vontade da humanidade. Chegou a hora de fazer justiça com minhas próprias mãos.

Séculos atrás eu derrotei uma antiga seita de necromantes, os Houan. Apesar de depois seus membros terem se espalhado pelos ventos, seu templo subterrâneo antigo ainda existia, abandonado e sem uso por séculos. Dentro das paredes de pedra estavam gravados encantamentos que poderiam reviver os mortos. Espalhados nelas estavam as correntes encantadas de ligação que os Houan usariam para controlar seus mortos-vivos. 

Eu deitei o corpo de Liu Kang num altar cerimonial e o amarrei com as correntes. Recitando os encantamentos profanos, eu trouxe a vida o corpo do meu antigo aliado e o infundi com um trovão de relâmpado. O cadáver de Liu Kang não seria um mero zombie; serviria como meu reforço supremo. Satisfeito, eu libertei essa abominação para espalhar destruição naqueles que haviam feito mal para Earthrealm.

Apesar de eu ter tentado esconder minhas atividades, meu uso de energias ocultas não ficou sem ser notado. Shinnok apareceu diante de mim e me propôs uma aliança. Ele ajudaria garantir a proteção de Earthrealm em troca da minha ajuda em algum plano não revelado. Eu não sou tolo. Eu conheço bem a traição desse antigo Elder God. Eu aceitei sua oferta e vou completar essa tarefa, mas apenas para descobrir seu verdadeiro objetivo. Até lá, vou usar Shinnok para servir minhas próprias vontades.
_________________________________________________________________

SONYA
Por muito tempo meu objetivo era o de caçar e eliminar os clãs do submundo criminoso. Kano, um membro do Black Dragon, foi um espinho particular em meu lado. Eu estava perto de capturá-lo, mas quando eu ouvi sobre o torneio Mortal Kombat de Shang Tsung, proteger Earthrealm da invasão se tornou minha prioridade. Quando Onaga foi parado, parecia que a ameaça tinha sido eliminada. Eu podia continuar minha missão contra os clãs Black Dragon e Red Dragon.

Jax e eu voltamos para Outworld apenas para nos encontrar lutando com um tipo diferente de invasão: uma de dentro de nosso próprio reino. Enquanto nós tínhamos ido, uma facção de ninjas cybernéticos conhecidos como os Tekunin tinham crescido em números e ameaçavam a estabilidade da civilização. Minha atenção foi fixada nesse novo clã ninja; eu fui forçada a focar todos os nossos recursos para derrotá-los.

O líder Tekunin, Sektor, parecia ter conexões com entidades hostis de além do nosso mundo, violando descaradamente a lei de Earthrealm. Eu precisei descobrir seus planos e detê-lo. Nós tínhamos uma chance: Intel revelou que Sektor estava a bordo de um navio de guerra em algum lugar pela floresta Botan. As Special Forces atacaram e destruiram o navio. Jax liderou uma equipe pelo chão para procurar os sobreviventes, mas ele ainda estava faltando em ação e, eu receio dizer, muito provavelmente foi capturado pelos Tekunin.

Por dias os bio-sensores cybernéticos de Jax indicaram que ele estava vivo, apesar de as leituras serem anormais. Seus sinais de vida eram fortes, mas haviam mudanças nos seus padrões de ondas cerebrais. Eventualmente seu sinal foi perdido e nós não tínhamos como saber se ele estava vivo ou morto.

Nós podemos ter aleijado os Tekunin, mas eles vão se reunir. Eu preciso descobrir com quem eles estavam trabalhando de fora de Earthrealm. A ideia de esses grupos estarem conspirando com agentes de fora é alarmante e sublinha a importância de eliminá-los de uma vez por todas. Eu preciso encontrar alguma forma de desligá-los.
_________________________________________________________________

MILEENA
Outworld era MEU! Me colocando no lugar da prostituta Edeniana Kitana, eu ganhei o comando de seu exército e com ele tomei controle da fortaleza de Shao Kahn - tudo em nome da "paz". Eu planejei continuar meu fingimento até que as forças Edenianas fossem corrompidas o suficiente para me seguir como Mileena, a verdadeira conquistadora de Outworld. Mas meus planos foram frustrados quando a fortaleza foi atacada - Shao Kahn tinha retornado!

E ele não estava sozinho! Enquanto eu assisti o ataque inicial da segurança da varanda imperial, eu reconheci os dois guerreiros que ajudaram ele: Goro, Príncipe dos Shokan, e Shang Tsung, o miserável Sacerdote das Trevas - meu criador. Eles esmagaram todos que defenderam a fortaleza.

Eu me escondi na sala do trono e comandei os magos Edenianos para jogar um feitiço defensivo na porta principal. Não foi de bom uso. Sua magia não era nada comparada à força de Shao Kahn. Ele destruiu a porta e caminhou para dentro confiante como sempre.

Quando ele ficou diante de mim, os dois magos correram para defender sua princesa, se posicionando entre Shao Kahn e eu. Que surpresa deve ter sido quando sua própria "princesa" os apunhalou por trás. Eles caíram moles no chão. Shao Kahn parou, momentaneamente confuso. Removendo meu véu, eu me ajoelhei diante dele, "Bem vindo de volta, meu mestre."

Shao Kahn aceitou minha rendição e depois me ordenou para capturar o guerreiro de Earthrealm conhecido como Shujinko. Ele seria usado como moeda de troca para ajudar a forjar uma aliança com Onaga, o antigo imperador de Outworld.

Eu mandei um convite pro tolo, na esperança de utilizar sua arrogância e orgulho por reconhecer seus feitos heróicos. O plano funcionou; logo ele estava no portão principal. Os homens de Reiko, vestidos com a armadura de soldados Edenianos mortos, levaram ele direto para a sala do trono onde ele foi confrontado pela nova Aliança das Trevas. Eu lutei contra ele como Shao Kahn ordenou, derrotando ele com surpreendente facilidade. Depois ele foi jogado nas masmorras, onde ele vai permanecer até Onaga chegar.

Eu não gosto de servir Shao Kahn. Eu sou destinada a coisas maiores. Um reino inteiro estava nas palmas das minhas mãos - e eu não vou descansar até eu recuperar aquela posição! Apesar de ser impossível reinar em Outworld agora que Shao Kahn retornou, existem outros reinos prontos para tomar. Edenia será minha!
_________________________________________________________________

ASHRAH
Depois de matar incontáveis demônios com a Kriss que eu descobri em Netherrealm, minha alma não estava mais corrompida e eu transcendi daquele inferno. Eu emergi num reino desconhecido nos pés de seres celestiais que brilhavam com uma luz cegante. Eles explicaram para mim que a Kriss é uma ferramenta, capaz de transformar seu localizador num guerreiro poderoso o suficiente para purificar o mundo. Eu sou sua escolhida, o demônio ascendente que eles estiveram procurando.

Assombrada com sua beleza celestial, eu me rendi para as vontades dos seres. Meu propósito no cosmos nunca esteve mais claro: eu iria fazer o que eles me pediram e consumir as trevas, trazendo paz aos reinos. Fazendo isso eu também atingiria purificação absoluta - eu me juntaria a eles como um anjo da luz!

Os celestiais me trouxeram aqui, um reino de trevas conhecido como Vaeternus, para começar minha cruzada contra uma astuta raça de vampiros. As criaturas se aimentam do sangue da sua presa e espalham sua corrupção sem impedimentos através dos reinos. Sedutora e poderosa é sua magia das trevas, mas isso não os salvará da pureza da minha sagrada Kriss.

E então eu os cacei. Com cada vampiro que eu "pacifiquei" a espada estalava com luz sagrada. Eu senti que ambos a espada e eu estávamos crescendo forte. Nossa força não foi suficiente, porém, quando uma vampira me superou e escapou para Edenia. Matar ela se tornou meu foco. Se eu puder ganhar poder suficiente para derrotar Nitara, nada vai evitar minha ascensão!
_________________________________________________________________

NITARA
O reino de Vaeternus recuperou independência de Shao Kahn. Eu fui reverenciada pela minha participação na vitória. A reestruturação da nossa civilização estava a caminho; em breve nós recuperaríamos nossa antiga majestade. Infelizmente nossa honra não foi tudo que retornou do passado antigo...

Notícias de genocídio correram através do restaurado Império Moroi. Muitos vampiros foram mortos; nenhum ainda sobreviveu ao ataque para descrever os assassinos. Eu estabeleci que iria descobrir a verdade. Examinando as feridas dos mortos, eu cheguei a triste conclusão que esses assassinatos não eram trabalho de um bando de assassinos. As vítimas haviam caído na espada conhecida como Datusha, a mágoa de Moroi. A antiga Kriss encontrou um novo portador. Ela retornou por sangue vampiro.

Apesar da origem de Datusha ter se perdido na história, seu propósito é claro: ela vive para matar quantos vampiros puder. Nós somos uma raça poderosa; existem poucos que ameaçam nossa imortalidade. Foi especulado pelos Anciãos que a própria espada pode ser nosso predador "natural."

A lâmina amaldiçoada encontra um portador e corrompe ele, fazendo-o acreditar que eles estão matando por um propósito maior. No passado ela escolheu um vampiro como sua marionete. O último foi Kahil Grigesh. Apesar de ele ter enlouquecido pelo poder da espada, ele foi forte o suficiente para eventualmente recuperar o controle de sua mente. Para se redimir por ter matado seus companheiros vampiros, ele levou a espada até o Netherrealm, onde ele cometeu hara-kiri, prendendo Datusha no Inferno.

Era acreditado que a espada nunca iria encontrar outro vampiro portador naquele lugar desolado. Seguros da matança, nossos números tinham ultrapassado aqueles de qualquer época registrada. Mas com o retorno de Datusha, os vampiros estavam sendo rapidamente levados a extinção. Algo precisava ser feito!

Os Anciões pesquisaram antigos textos vampiros, na esperança de encontrar alguma forma de derrotar a espada. Uma profecia Edeniana obscura que eles encontraram pode ser a chave. Ela descreve uma força de grande poder escondida numa cratera dali. Eu fui comandada para encontrar esse poder e usá-lo contra nosso inimigo.

Enquanto eu ia para Edenia, eu encontrei um massacre. Os corpos dos meus companheiros vampiros jaziam por toda parte. Entre a carnificina estava uma mulher de branco segurando a profana Kriss. Enfurecida, eu batalhei com ela - mas ela era muito poderosa. Eu fugi, atraindo ela para fora de Vaeternus enquanto eu escapava.

Enquanto sua atenção for fixada em mim, a nação vampira ficará segura. Eu preciso atrair Ashrah para perto da cratera e usar a arma Edeniana contra ela. Essa pode ser nossa única esperança de eliminar a espada de uma vez por todas. Que Moroi Viva Eternamente!
_________________________________________________________________

SAREENA
Os Lin Kuei me deram refúgio em gratidão por ajudar Sub-Zero no Netherrealm anos atrás. Eu jurei seguir as leis do clã e protegê-lo de qualquer ameaça de fora. Minha fidelidade era forte, mas Sub-Zero sentiu que eu ainda tinha muito a provar antes que o clã pudesse me aceitar por completo.

Ele me confiou um pequeno objeto metálico que iria me guiar e me dar acesso ao templo escondido dos Lin Kuei. Ele me ordenou a esperar por ele lá enquanto ele saia de Netherrealm. Em vez disso, eu segui ele - eu não podia permitir que ele se machucasse. Mas a essência do reino começou a torcer minha alma, e eu tive segundos pensamentos sobre desobedecê-lo.

Quando ele foi atacado por Noob Saibot e Smoke, porém, parecia que eu tinha feito as decisões certas. Eu sai do esconderijo e evitei Noob de matar Sub-Zero. Com os lados agora quites, nós derrotamos profundamente Noob e Smoke. Eles escaparam por partes desconhecidas, mas não antes de deixar Sub-Zero inconsciente.

A intensa luta e influência das energias obscuras do Netherrealm me fizeram perder o controle da minha aparência humana, e eu reverti para minha forma demoníaca. Quando Sub-Zero recuperou a consciência, ele ficou confuso e me atacou. Para evitar machucá-lo, eu fugi para as profundezas do Netherrealm. Lá eu fui emboscada por Noob, Smoke, e meu antigo mestre, Quan Chi. O sacerdote sabia da minha fidelidade à Sub-Zero e exigiu saber a localização do templo Lin Kuei. No começo eu recusei, mantendo meu juramento. Mas a influência de Quan Chi é grande. Ele jogou sua feitiçaria das trevas em mim, me retornando para minha forma humana e me mostrando minha verdadeira natureza. Eu não sou um ser da Luz. Eu sou um demônio de Netherrealm, uma servente de Quan Chi. Eu vou segui-lo para qualquer fim. Eu rendi o objeto dado a mim por Sub-Zero. Ele foi um tolo por ter confiado em mim.
_________________________________________________________________

ONAGA
Eu tinha acabado de recuperar meu trono como Imperador de Outworld quando meus planos foram desfeitos. Meu peão Shujinko cresceu mais poderoso do que eu jamais previ. Reunindo guerreiros para sua causa, ele absorveu suas habilidades de luta e destruiu os seis Kamidogu, me deixando vulnerável. Apenas o amuleto que eu recuperei do sacerdote Quan Chi me deu proteção.

Mas enquanto Shujinko desferia seu golpe final, uma força de fora simultaneamente iludiu minha alma e me expeliu do meu corpo hospedeiro. Eu me vi preso numa ruína em Netherrealm. Eu definhei ali até ser encontrado por Shinnok, um Elder God caído. Como eu, ele foi preso naquele lugar amaldiçoado, negado da dominação dos reinos por seres menores. Shinnok me ofereceu uma chance de vingança: eu iria recuperar meu lugar por direito como governador de Outworld em troca da minha inquestionável servidão. Eu não me curvo a ninguém, mas considerei sua oferta.

Shinnok estava se aproximando de sua ascensão do Netherrealm, mas ele temia outra derrota - tanto por seus inimigos ou seus aliados. Ele sairia incontestável se todos eles fossem eliminados. Para conseguir isso, ele precisava de um Edeniano metade-deus chamado Daegon para derrotar um elemental de fogo. A energia divina que Daegon iria receber daquela vitória iria trazer essa matança. Porém, muitos outros guerreiros também buscavam aquele poder. Se Daegon falhar ou algum outro guerreiro derrotar Blaze, os planos de Shinnok não se completariam.

Shinnok estava mais preocupado com Shao Kahn, meu inimigo mais odiado. Ele propôs que eu fingisse relutância, mas me juntasse à nova aliança de Quan Chi para ficar perto do traidor. Eu iria então segui-lo para o campo de batalha final e detê-lo de alcançar Blaze. Quando Daegon finalmente ganhar o prêmio, os kombatentes seriam todos mortos e eu ganharia Outworld para reinar outra vez. Como um incentivo adicionado, Shujinko, definhando nas masmorras de Shao Kahn, seria meu para eu fazer o que quisesse.

Eu não confio nesse Elder God caído. Eu suspeitei traição. Se tudo correr como ele planejou, provavelmente eu vou acabar entre os mortos. Mas eu aceitei sua oferta para me libertar daquele Netherrealm amaldiçoado. Satisfeito, Shinnok conjurou um portal e falou através dele. Ele então levantou suas mãos e apertou seus pulsos. Com um grito demoníaco, minha alma foi libertada do símbolo de ligação e eu fui libertado do Netherrealm. Eu acordei no meu corpo original, coberto em sangue de dragão. Diante de mim estava Shang Tsung, Quan Chi, e meu odiado inimigo, Shao Kahn.

Eu vou ficar como peão de Shinnok e me juntar à aliança de Quan Chi. Shao Kahn nunca vai chegar até Blaze. Mas eu seria um idiota se permitisse a vitória de Daegon. Quando eu tiver matado o elemental de fogo e tiver pego o prêmio para mim, eu vou pegar a cabeça de Shinnok. Onaga não serve NINGUÉM!
_________________________________________________________________

BLAZE
Minha jornada inicial foi interrompida quando eu fui forçado a guardar um ovo de dragão por muitos anos. Quando eu acordei da escravidão, eu me senti alterado de alguma forma. Apesar de eu entender a razão pela qual fui criado, eu senti que algo estava fundamentalmente errado.

Deixando minha incerteza de lado, eu retornei à minha tarefa dada. Eu procurei os reinos para achar uma concentração de guerreiros com a habilidade de tocar nas forças que unem os reinos. O que eu descobri me alarmou! O número de kombatentes cresceu desde que andei entre eles da última vez. Eu também fiquei sabendo que Onaga, antigo imperador de Outworld, tinha sido de alguma forma revivido. Eu podia sentir a tensão sobre os reinos e conclui que era chegada a hora: eu iria acordar os irmãos e começar a segunda fase da jornada.

Em Earthrealm, no topo do templo de Argus, eu soltei um grito psíquico, o sinal para os dragões acordarem os filhos de Edenia. Pouco tempo depois eu procurei pelos irmãos para monitorar seus progressos. Parece que Daegon foi acordado séculos mais cedo e está sob a influência de algum mal vindo de Netherrealm. Eu preciso avaliar essa situação viajando para aquele reino. Parece que minha tarefa foi interrompida outra vez. Eu não fui criado para interferir, mas vai chegar o tempo em que eu terei que interceptar os irmãos para ajudar a garantir a conclusão da minha jornada como Argus e Delia planejaram.


TRADUÇÃO EXCLUSIVA DA CASA MORTAL KOMBAT.
NÃO COPIE SEM DAR OS DEVIDOS CRÉDITOS.

TAGS:
mka mortal kombat armageddon biografias bios bio biografia história ending personagens final finais endings códigos dicas macetes manhas truques liberar unlock desbloquear como fazer fatality fatalities friendship friendships babality babalities stage combos comandos habilidades special moves movelist casa mortal kombat cmk em português traduzido br 

0 Response to "Mortal Kombat Armageddon - Biografias"

Postar um comentário

Kombatente, visite também estas páginas: